domingo, 22 de janeiro de 2012

Made in China
DO RED BOOK AO RED PAD


Acompanhando também com grande atenção os países que definem como orientação e objectivo construir uma sociedade socialista, este escriba vem aqui partilhar com os seus esforçados leitores, estar o Partido Comunista Chinês a distribuir aos seus quadros dirigentes um RED PAD, tablet tipo iPad, onde os responsáveis da Nova Longa Marcha para o Socialismo (ou será Capitalismo?), poderão ler o Diário do Povo, jogar a versão chinesa do Angry Birds, ou quiçá, até reler o já tão esquecido Livro Vermelho de Mao.

A boa nova para Catroga, e para os seus colegas do Conselho Geral e de Supervisão da EDP, é que, ao que sabemos, estão a ser envidados todos os esforços para que que aquele moderno dispositivo electrónico, que certamente também lhes irá ser distribuído, traga instalada uma versão portuguesa do célebre Red Book.

Assim, e no seu regresso a Xangai, a delegação do Governo Chinês que comprou a EDP, terá feito uma paragem em Bruxelas para pedir emprestado, para scanear (não confundir com sacanear), o exemplar em português da celebrada cartilha maoísta que tem servido de fonte de inspiração e guia, ao actual Presidente da Comissão Europeia.

Sem comentários:

Publicar um comentário