domingo, 18 de dezembro de 2011

Se Tiver Que Ser, Paciência...

COMO o PS (partido Seguro) não tem ideias próprias sobre o assunto, nem sabe que caminho há-de tomar, desculpa-se com o facto de o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho ainda não ter apresentado razões válidas que justifiquem a inscrição do limite do défice na Constituição da República, ou se numa lei de "valor reforçado", que eu não sei muito bem o que seja. Isto é, estão contra, não concordam, mas se tiver que ser, paciência. E no meio de tantas dúvidas e incertezas, ainda vamos acabar por ouvir algum vice-presidente da bancada parlamentar dizer que se está marimbando para o défice, para a licenciatura do Sócrates ou para as favas do bolo-rei…

Sem comentários:

Publicar um comentário