quarta-feira, 5 de março de 2014

JANTAR DE GALA À PALA DOS POBREZINHOS


A Obra Diocesana de Promoção Social do Porto decidiu comemorar os 50 anos de existência e. vai daí, realizou no passado dia 7 de Fevereiro no Palácio da Bolsa do Porto um Jantar de Gala, onde obviamente não houve lugar para nenhum dos pobrezinhos da dita Obra, como pode constatar pelas fotografias do Banquete: http://bit.ly/1jRPyno

Mas o melhor é darmos a palavra ao nosso amigo Padre Mário Pais de Oliveira:
"O momento alto veio a ser o jantar comemorativo dos 50 anos, realizado no dia seguinte ao da missa. Um jantar de gala, pois então. Bem longe dos bairros degradados do Porto, por onde a ODPS estende a sua hipócrita acção de caridadezinha e de “promoção” da pobreza. Para isso foi criada. Não para acabar com a pobreza, mas para a promover. Os ricos precisam de obras assim, para descarregarem a consciência e, cada noite, dormirem descansados. Sabem que os pobres que produzem jamais se rebelam contra este tipo de mundo, enquanto houver obras como esta, administradas por cristãos ricos que, assim, aparecem aos olhos dos pobres, como seus benfeitores e não como os seus fabricadores. A comprovar a verdade do que aqui acaba de ser escrito, diga-se que o jantar decorreu no Palácio da Bolsa. Sim, Palácio da Bolsa. Não há engano. A missa, foi na Sé Catedral do Porto. E o banquete não lhe quis ficar atrás e foi degustado no Palácio da Bolsa. Bem longe dos pobres da diocese, condenados a ter de viver em bairros degradados, ou assim, assim. Bairros de habitação social. Que estigmatizam quem neles vive, tal como o Palácio da Bolsa enobrece quem o frequenta. Cada um no seu lugar, pois então. Os ricos, no Palácio da Bolsa. Os pobres, nos Bairros de habitação social. Tudo nos conformes, tal como a Diocese, com os bispos no palácio episcopal e no topo do interior da catedral, e todos os outros diocesanos, a seus pés."

Adenda

O QUE FAZ FALTA É PASSARMOS À CONTESTAÇÃO E AO PROTESTO.


Em poucos dias este post no Facebook já vai em cerca 700 partilhas, o que é caso raro para posts desta natureza. O mérito vai todo para as palavras do nosso amigo Padre Mário Pais de Oliveira, autor do excerto que retirei dum seu escrito mais longo sobre as comemorações dos 50 anos da ODPS, e para o autor das fotos (ver álbum completo aqui: http://bit.ly/1jRPyno ) que, provavelmente com intenção diversa, acaba por nos brindar com uma galeria antológica de imagens de "fabricadores de pobres" promotores da caridadezinha.

A atenção que o post está a merecer é um bom sintoma de que ainda não perdemos a capacidade de nos interessarmos e indignarmos. O que é preciso é não ficarmos apenas pela indignação e repulsa, o que faz falta é passarmos à contestação e ao protesto.

E para fazer ouvir as nossas vozes não faltam oportunidades, desde a participação nas múltiplas e variadas acções com que diariamente vamos tentando resistir ao roubo e destruição impostas por esta gentinha demente e criminosa que nos desgoverna, às comemorações do 40º aniversário do 25 de Abril, ou às eleições Europeias onde ninguém se deve abster de expressar a sua veemente condenação às politicas ruinosas da troika PS, PSD, e CDS.

FB 5/3

Sem comentários:

Publicar um comentário