quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Das Glândulas Sudoríparas


ONTEM, dia da bem sucedida Greve Geral, o “encoberto” Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, lá veio dar mais um ar da sua graça, ao afirmar que o direito à greve “deve ser respeitado”, para logo a seguir acrescentar que em dia de paralisação geral decidiu trabalhar (lembram-se do seu pitoresco “deixem-me trabalhar!” dos anos 90?), reunindo com o seu homólogo colombiano, para contribuir para um futuro com mais emprego e crescimento. De facto, para os lados de Belém, o odor a transpiração era insuportável, muito embora o esforço sobre-humano da presidencial figura, não tenha conseguido contrariar os números do desemprego, os quais, segundo informação do Instituto Nacional de Estatística, subiram para 15,8%.

Sem comentários:

Publicar um comentário