quinta-feira, 11 de julho de 2013

sábado, 6 de julho de 2013

SONDAGENS DO EXPRESSO. GOSTOU DE TOMAR NO RABO? SIM OU NÃO?


Semana sim, semana sim, lá está o Expresso a inventar mais uma sondagem para pôr os portugueses a dizer aquilo que o Expresso anda a impingir aos portugueses.

O truque, como os prezados leitores já repararam, consiste em fazer as perguntas certas, e só essas. Por exemplo, mesmo que 90% dos portugueses não queiram tomar no rabo, se se fizer só a segunda pergunta e, dos 10% que até nem se importam de tomar no rabo 70% responderem sim (ou seja 7% do total), o Expresso poderá então fazer um título a dizer: Maioria dos portugueses, 70%, gosta de tomar no rabo.


quarta-feira, 3 de julho de 2013

Não Há Crise, é Só Fumaça!

EM PLENA crise política o presidente Cavaco levou 2 dias para receber o pedido urgente de audiência do António Seguro, nada mais, nada menos, que o líder do principal partido da oposição. Depois, para quinta-feira está agendado receber o Coelho para a normal reunião semanal com o primeiro-ministro, para a cavacal prestação de contas. Entretanto, como a crise não é grave, sexta-Feira vai passar o dia no fórum dos economistas, a "transar o corpo numa nice", adiando receber os partidos para a próxima semana, talvez lá para segunda-feira, para escutar as queixas, reclamações e sugestões, pois sábado e domingo é para as aulas de crochet. Como a crise não é grave, e o que anda por aí é só fumaça, o Conselho de Estado pode ficar descansado que não é convocado, podendo fazer as malas e ir para férias.

Parece que estamos a assistir a uma peça de teatro do absurdo, mas se calhar não é nada disso. Tudo o que se começou a desenrolar depois da demissão do "excel" Gaspar, da nomeação da "miss swaps" Albuquerque para as finanças e da falsa demissão do "guarda fronteiriço" Portas, não passa de uma encenação, jogo combinado, destinado a deixar espaço para que os opinantes formatem a opinião pública, consolidando a ideia de que as eleições antecipadas são uma coisa a evitar a todo o custo, uma peste, uma desgraça. E quando Cavaco puxar dos galões e decidir, vai presentear-nos com uma solução sem eleições, que passa por um governo de iniciativa presidencial, directamente do produtor ao consumidor, sem passar pela chatice das urnas de voto, e que será apoiado parlamentarmente pelo patriótico acordo celebrado entre o PSD e o CDS-PP, com a respectiva benção cavacal. E tudo isto porque o Coelho não serve, é um paspalho que tem que ir embora, mas o seu legado tem que ficar intacto e disponível para ser aprofundado, continuando a "tratar da saúde" aos portugueses. Como diria Francisco Sá Carneiro, uma maioria, um governo e um presidente, é para isso que servem. Nem mais!

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Com a nova ministra das Finanças até os swaps dão lucro, ou os cães põem ovos, uma coisa assim...


A minha avó costumava dizer quando uma pessoa tinha sorte que até os cães lhes punham ovos, o que é o que me ocorre quando agora o Governo nos vem dizer que os swaps da Refer terão dado um lucro de 31 milhões de euros.

Isto depois de durante meses o Ministério da Verdade, agora entregue ao ministro Maduro, nos ter garantido que os benditos swaps da Refer, Metros de Lisboa e Porto e de mais umas quantas empresas publicas acumulavam prejuízos da ordem dos 3 MIL MILHÕES DE EUROS, o que terá inclusive levado à demissão de dois secretários de Estado que tinham tido funções dirigentes nessas empresas, mas não, vá-se lá saber porquê, à demissão da Secretaria de Estado Maria Luís Albuquerque, ex-Refer, que ao contrário se vê agora promovida a Ministra das Finanças.